sábado, 21 de abril de 2012

Caminho de Volta




Eu que tantas vezes me distanciei e ignorei meu Ser, que tantas vezes me prendi ao indevido, fútil e fugaz (momentos, coisas, situações, pessoas...) e me perdi – que por vezes ainda o faço –, sinto e creio que são necessários muitos passos (muitos!) para dentro de mim mesmos, para que eu possa me tornar (e estar) ciente e consciente do que de verdade sou, do que me cabe, do que me é devido.

É um caminho de volta que exige aprendizado, entendimento, clareza, discernimento, desprendimento, escolha, entrega... (certamente doloroso para a confortável acomodação a que me entrego/tenho me entregado).

Cada uma dessas atitudes são “passos” que dou, de volta ao lugar de onde me distanciei, de onde muitas vezes me perco, por vários motivos.

Sem este retorno, sem esta viagem de volta, Será difícil experimentar o horizonte do meu Ser.

Usee

Nenhum comentário:

Postar um comentário