quinta-feira, 26 de abril de 2012



Quem experimenta estar consigo, experimenta leveza, tranquilidade, serenidade... Assume-se e reconhece-se em seu Ser, como parte indivisa e inseparável do Universo.

Esta experiência se converte em reconhecimento, sintonia e sinergia de si com o Todo...

É pelo equilíbrio que podemos experienciar este “estado de ser” e este “modo estar”, pois o equilíbrio anula a emoção e o descontrole e remove a névoa que embaça os olhos da alma, que endurece o coração, que nos distancia de nós.

 
Só a consciência, o entendimento e a clareza acerca de quem somos e do que nos cabe, pode nos levar ao equilíbrio e à intimidade do Ser...



E estas (equilíbrio e intimidade do Ser) não são condições ininteligíveis, pois materializam-se no e pelo sentir; quando há consciência e entrega a/de si...


Usee

Nenhum comentário:

Postar um comentário