domingo, 20 de maio de 2012

Ser...Pleno


O Ser de cada coisa repousa em seu próprio horizonte, como Verdade, evidente em/por si mesma, e inalterada.



Cada Ser é Uno e Pleno na ordem da existência.

Mas nós, envoltos como estamos pela aparência, pela superficialidade e excentricidade, imersos como estamos em nosso "modo de pensar", valores e hábitos, e porque nos afastamos desta Unidade e Plenitude, encontramo-nos distante do horizonte do nosso Ser, alimentando crenças em “verdades” que não encontram assento em nosso (verdadeiro) sentir, propagando-as cegamente...

Há uma Verdade em nós, no horizonte pouco visitado do nosso Ser. 

Só pelo sentir e pelo entendimento podemos acessá-la, só pelo sentir podemos mergulhar em sua evidência e força.

Para este horizonte, ninguém nos leva pela mão...
Usee

Nenhum comentário:

Postar um comentário