terça-feira, 5 de junho de 2012

O que verdadeiramente importa...


                                              Imagem Google


Tendemos colocar em primeiro lugar o que nos afasta da Verdade, da Luz, do Caminho do Ser.

Em geral, aquilo que menos importa é o que mais se mostra atraente, nos enreda num falso brilho, seduz com falsas verdades...

Deixamo-nos ficar ali... Teimosamente... Continuamente... E nos sentimos fortes. E nos envaidecemos... Tornamo-nos duros, crespos, para com o nosso Ser...

Damos demasiada importância aos detalhes, às minúcias, as aparências, e nos afastamos mais e mais do nosso Interior, da Luz do nosso Ser, de sua Verdade...

Entregamo-nos à sorte num mundo ilusório, de sonhos vãos, de valores efêmeros..., e o deixamos prevalecer, nos prender e dirigir, pelo superficial, pela mentira... Imaginamos ter aí nosso aporte, e por aí ver realizar nossos desejos ou cumprir nosso destino.

Movemo-nos pelo medo do que produzimos individual ou coletivamente. Depositamos fé nas promessas vãs que fazemos a nós mesmos ou que nos fazem, e assim vamos, dia após dia..., como se eternos fôssemos.

Sim! Imaginamo-nos imortais/eternos, acima do bem e do mal/inatingíveis e nem nos damos conta de que refletimos o mal, a sombra/escuridão...

Mantemo-nos apartados do que verdadeiramente importa, em primeiro lugar pela “venda” da ignorância. E em segundo lugar, quando despertos, pela falta de determinação em seguir o caminho que nos é apontado... (falta de determinação que se apresenta de várias maneiras).

Até quando nos curvaremos à força da sombra/escuridão/mentira/inverdade... (de toda forma de mal) e a reproduziremos?

Até quando ignorar a Luz/Verdade/Caminho que o nosso Ser guarda e revela?

Cabe a cada um fazer a escolha, se determinar, sem fraquejar e sem se dar a ilusões, seja de que natureza for!

Coube a mim fazer a escolha...
Então, que eu me determine!

Que eu me determine, e dia após dia, na prática, “pedra por pedra”, construa o Templo do meu Ser...

Que uma vez determinada, eu não me prenda a vaidade, nem me queira dona da verdade, melhor e
distante dos que ainda não se despertaram e se determinaram...

Que na Luz do meu Ser eu seja Luz...
Que na Verdade do meu Ser eu seja Verdade...
E SEJA EXEMPLO!

NESTE MOMENTO, É O QUE VERDADEIRAMENTE IMPORTA: SER EXEMPLO!...

Usee


Nenhum comentário:

Postar um comentário