domingo, 23 de setembro de 2012

A Verdade que deve vigorar





A Verdade que deve vigorar em cada um de nós, é Aquela que vigora em cada um dos outros seres, e que estes revelam com simplicidade, amorosidade, clareza...

Quando, pela consciência e pelo entendimento, me “reconheço” como parte do Todo, reconheço, também, meu papel/tarefa na passagem por este mundo. Abro-me, e assumindo-me como "Ser no mundo", me determino a sua realização (realização de sua Natureza/Essência).

Passo a reconhecer meus medos. Com cuidado e zelo procuro curar-me deles. Passo a desapegar-me, a desabituar-me de hábitos arraigados - aos poucos, e cada vez mais.

Assim, livre de amarras, atuando com simplicidade, sem "pretensões ou interesses", disponibilizo-me, passo a me doar, atuar... Assumo a responsabilidade de cada uma das minhas escolhas, decisões e passos...

Cumpre-me, nestes termos, ser verdadeira; consoante a meu Ser. É por esta via se dá sua/minha integridade...

Usee


Nenhum comentário:

Postar um comentário