terça-feira, 30 de abril de 2013

Cuidado interior...



Postagem original em 02/09/2012


Ocupamo-nos cotidianamente com tantas coisas, com tantos afazeres, e esquecemos do nosso interior, que permanece em si, sempre aberto, sempre esperando por aquilo que lhe cabe: a ligação à Unidade, ao Universo Evolutivo e a Vontade Divina, pela consciência, pelo entendimento, pela determinação ao caminho que nos cabe trilhar...

Além da preocupação com o "ter", "poder" ou "ser" alguma coisa, há quem tem imensa preocupação com a aparência, com o modo de se apresentar. Cuida “apenas” do externo, dá-lhe demasiada atenção.

Muitos jamais se dispõem a olhar-se a e olhar os outros por dentro, a procurar-se e procurar os outros por dentro, a encontrar-se e aos outros por dentro, no “reconhecimento” do que se é em essência.

Resultado: o olhar superficial e limitado que temos sobre nós e sobre os outros, a atenção ao que é passageiro, além de distanciar-nos de nós mesmos – do nosso SER – distancia-nos de TODO SER.

O olhar superficial e limitado ver apenas a "aparência", não se ver, nada ver em profundidade! Podemos até admirar-nos da aparência, sermos tocados e seduzidos por ela, mas estas são seduções efêmeras, produzem apenas sentimentos vãos...

Cuidar-se interiormente é condição para o encontro consigo e com os outros (Todo Ser Criado). Quem se ocupa de seu interior não tem tempo para os detalhes, ressentimentos, mágoas, não se alheia em relação ao essencial.



Quem “aprende” a olhar-se e a cuidar de seu interior sabe-se bem, e sabe que esta atitude produz uma grande mudança, altera o olhar, faz sentir profundo, faz-se estar atento, na observância e revisão contínua...

Quem se ocupa de seu interior acolhe a consciência como atitude primordial, o entendimento como meio e o encontro consigo como condição de “reparo” e revisão – condição para viver segundo o Ser, para viver sua espiritualidade em consonância com o Plano Divino.

 Usee


Nenhum comentário:

Postar um comentário