sábado, 27 de outubro de 2012

Pequenos Pensamentos - CXLII - ArqueiroHur



Postagem original, em 25.02.2012


Pequenos Pensamentos - CXLII


              Você quer (busca) 
              a alegria e a serenidade?


              Então,
              trabalhe-se
              para se entregar a LUZ!
              Revendo seus conceitos,
              desejos e querer.


              Pois,
              a PAZ, a serenidade,
              a alegria;
              só existem no reconhecimento de SI MESMO,
              em ser levado pela entrega,
              a cumprir a VONTADE DIVINA.

                                                          ArqueiroHur


Repostado pelo autor em domingo, 30 de setembro de 2012
http://arqueirohur.blogspot.com.br/search/label/Pequenos%20pensamentos





harmonia interior...



“Coração leve e pensamento são”
nada mais é que "harmonia interior",
entre pensamento e sentimento
e entre consciência e sabedoria;
elevados..., elevando-se e se afastando
dos desequilíbrios que o externo produz.

Vivenciar esta harmonia é possível e necessário,
pela observação , revisão interior e perdão;
mediante esforço e vigilância contínuos.

Experimentá-la é uma questão de saber-se
integral e integramente diante do Todo, 
amparado pelo Amor Divino.

Usee


terça-feira, 23 de outubro de 2012

Coração leve e pensamento são...!?



Coração leve e pensamento são...!?

Sonho? Utopia ou ilusão? Não!!

Se fizéssemos disto um propósito primeiro,
se nos esforçássemos em sua consecução...
Já pelo esforço muito seria mudado,
em nós, nos outros, no mundo....

Usee


segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Equilíbrio e integridade



Sobre a terra, enquanto aqui estivermos, nenhum de nós está (estará) livre  de perturbações (externas), provenientes das ações e atitudes dos outros, de modo especial, daqueles com os quais convivemos de perto ou mantemos algum tipo de relação...

Devemos estar atentos ao desequilíbrio que estes produzem em nós; a fim de identificar sua origem. Do mesmo modo, devemos estar atentos aos desequilíbrios que produzimos nos outros (e que em geral não reconhecemos); a fim de pedir perdão, retratar-nos, etc.

Além disso, convém servir-nos desses eventos para limpar-nos interiormente, ali, onde produzimos o mal ou nos deixamos afetar por ele. 

É por aí que vem o equilíbrio, na prática, um pouco de cada vez...


Se soubermos observar nossos sinais interiores e preservar nossa integridade ante as perturbações externas, então tendemos a equilibrar-nos interiormente...

O resultado desta experiência, sentimos pela paz interior que podemos experimentar, diante de várias situações, em várias ocasiões... Pela força/vigor/energia que podemos propagar, quando resistimos às perturbações e aos desequilíbrios.


Usee


sábado, 20 de outubro de 2012

Depende de nós...



Depende de nós o nosso cuidado interior...
E são de nossa responsabilidade as escolhas
que fazemos e os caminhos que tomamos.

Más escolhas e maus caminhos,
ao tempo que produzem aprendizados,
produzem sentimentos ruis.
Destes devemos cuidar,
a fim de repará-los, modificá-los, saná-los.

[O mesmo ocorre em relação a situações e pessoas,
pelas quais permitimos nos influenciar ou violentar...]

Se pelo aprendizado passamos a cuidar de nosso interior,
tendemos a olhar ao redor com olhos de amizade e amorosidade; 
abstraindo daí apenas aquilo que faz vigorar
e refletir nossa Luz Interior.


Nesta condição, o egoísmo, os julgamentos,
o mal e a maldade de fora
deixam de ter efeito sobre nós.
Deixam de desagregar
e tumultuar-nos interiormente.

 Usee


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

"Do Imaculado Conhecimento"



 Ser feliz na contemplação, com a vontade morta,
isento de capacidade e de apetite egoísta,
frio de corpo, mas com os olhos embriagados de lua.

Para mim seria o melhor
(assim se engana a si mesmo o enganado)
amar a terra como a luz a ama,
e tocar na sua beleza apenas com os olhos.

Eis o que eu chamo imaculado conhecimento de todas as coisas:
não querer das coisas mais do que poder estar diante delas.


Hipócritas afetados e lascivos!
Falta-vos a inocência no desejo, e por isso caluniais o desejo!
Vós não amais a terra como criadores,
como geradores satisfeitos de criar.

Onde há inocência?
Onde há vontade de engendrar.
E o que criar qualquer coisa superior a si mesmo,
esse, para mim, tem a vontade mais pura.

Onde há a beleza?
Onde é mister que eu queira com toda minha vontade,
onde eu quero amar e desaparecer,
para que uma imagem não fique reduzida a uma simples imagem.

--> [Trecho do Assim falou Zaratustra, de Friedrich Nietzsche]


segunda-feira, 8 de outubro de 2012

A Criação não conhece fraqueza...





A Criação não conhece fraqueza ou fragilidade (“coitados”), “mazela” ou “sorte”,  pois dar (deu) a cada Ser sua força, assento, finalidade e destino.




Fraqueza, fragilidade, mazela e sorte (são conceitos humanos), só   experimenta aquele que se submete ou é submetido pelo externo; sucumbindo a ele.



Cada ser, quando não sofre interferências humanas, vivencia e realiza o que é necessário, cumprindo sua finalidade e destino. 


Diferentemente, o homem interfere e busca ter o controle, sobre as coisas e sobre si...

Não tarda se dá conta de sua “condição no mundo”, de sua efemeridade, limitação e incapacidade. Então se auto proclama fraco e frágil...

A “condição” do homem no mundo, pela efervescência externa que produz e na qual se envolve (valores, riquezas, projetos, etc.) e entregue ao comando da  ignorância do ego e ao controle da energia densa (da sombra e escuro), lhe oculta o SER; oculta sua força e assento e obscurece sua finalidade e destino.


Usee



As faces do passado - ArquiroHur






As faces do passado

As faces do passado 
nascidas e erguidas na ilusão da busca do ‘poder’
e sobre o medo...
Fincadas sobre a sedução, sobre a manipulação
e indução... agem na espreita, na surdina.
Mantêm-se ocultas, escondidas.
Utilizam-se de máscaras e disfarces.

São estas faces do passado 
(que tiveram a sua valia na ‘sobrevivência e aprendizado),
mas que por teimarem em viver neste passado,
obscurecem, ‘travestem’, mascaram e bloqueiam o caminho.

O caminho da Paz, do equilíbrio e do SER
não pode ser trilhado com estas faces do passado
escondidas, ocultas.

Não! Para que elas possam ser transmutadas e o
caminho liberado, estas faces do passado precisam
ser ‘descobertas’, apresentadas, percebidas
e reconhecidas.

Ah!... O quanto o Universo Evolutivo e o Seu SER
promovem para que estas faces do passado e que
teimam em ficar escondidas sejam expostas....

Mas e você, consegue observar todo este movimento
e ações
ou fica indignado com os ‘acontecimentos’ e pessoas
no seu dia a dia, remoendo e ‘maldizendo’ a tudo e a
todos?...

"O Céu dá-vos todas as condições adequadas
à vossa evolução,
mas como, em geral,
elas não se apresentam sob a forma que vós esperais,
não só não as vedes, como vos queixais.
Vós esperais que Deus vos dê a felicidade por intermédio
do sucesso ou da glória
e, como o sucesso e a glória não vêm, sentis-vos infelizes.

Pois bem, isso é a prova de que não sois inteligentes
nem perspicazes.

Estudai tudo o que vos acontece
e procurai entender o que o mundo invisível espera de vós
ao colocar-vos perante dificuldades e problemas para resolver.

De futuro, refleti e aprendei a olhar de outro modo
tudo o que considerais obstáculos ou insucessos:
compreendereis que há sempre alguma coisa a descobrir.

A felicidade está onde vós ainda não sabeis vê-la.

Gostaríeis que ela se assemelhasse à ideia que dela fazeis?

Não, é impossível.

Mas não desanimeis, vós não estais sós,
muitos seres do mundo invisível pensam em vós
e estão sempre a instruir-vos e a ajudar-vos."

- Omraam Mikhaël Aïvanhov-

Edições Prosveta:


Não se esqueça:
Não se muda ou se transmuta
o que se desconhece ou se nega.

Compreenda que a Criação tudo SABE e VÊ,
promovendo e fazendo o que é necessário
para que voltemos e nos integremos a Ela.

ArqueiroHur

ps: se puderem e quiserem ouçam  a música postada e traduzam 
a sua letra.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Nossos movimentos interiores...

Foto: Aleh



Que sentido (direção) tomam nossas atitudes ou ações?
De qual vibração origina e que vibração produz
(do que resulta e o que provoca ou gera)?
Sabemos?

Constitui um ato de observação
e atenção interior (consciência) 
identificá-las.

Nossos movimentos interiores,
 'se frutíferos' – nos fazem 'crescer'
(generosidade, solidariedade, amorosidade...)
'se estéreis' – nos deixam/mantêm na ignorância
(arrogância, interesse, egoísmo...)

Então, uma vez reconhecidos,
podem ser conscientemente irradiados
ou reparados e revistos.

Esta é uma “condição necessária”
para dirigir nossas atitudes e/ou ações.

Usee


Os pedidos, ‘quem’ os atende? (I, II, II) - ArqueiroHur






Os pedidos, ‘quem’ os atende?

Você já se perguntou quanto a:
Quem atende aos seus pedidos?

Se isto tiver alguma importância pra você,
questione:

- Será que a Criação não sabe do que necessito?

- Será Ela capaz de tirar de um
(fazer ‘perder’, dar ‘azar’...)
para ‘agraciar-me’
(dando-me ‘sorte, fazendo-me ‘achar’)?

- Será que é Ela que ‘sintoniza’ com os meus
desejos ou querer?
Nota: lembre-se desta fala,
“Que seja feita a SUA VONTADE PAI,
não a minha.”

- Será a Criação capaz de discriminar, segregando
por localidades, renda, cor, e etc.,
‘favorecendo’ a uns por ‘castas’, origens, etnia;
‘esquecendo’ de outros?...
Nota: e esta outra fala,
“Somos TODOS IGUAIS perante a Criação”,
esqueceu-se dela?

Hummmmmmmmmmm!...

Alguns estão ‘pensado’: 
- Sou ‘merecedor’! 
Fiz por onde 'ser agraciado'.

Mas o que é ‘ser merecedor’?...

Dentro de qual parâmetro, de qual 'ordem' este 'merecimento se dá
(rezei mais, doei mais 'meu tempo' ao trabalho ou estudo, àquela
causa/pessoa, enfim...)?


O ‘merecimento’ é uma Lei da Criação
ou é calcado, fundado em conceitos
(religiosos ou sociais)
e que se tornaram convicções humanas?...
  
Para quem se questionou ou o está fazendo,
sobre este assunto, ‘amanhã’ ou num depois 
darei continuidade.

ArqueiroHur
http://arqueirohur.blogspot.com.br/2012/10/os-pedidos-quem-os-atende.html


*******     **    ********     **         ********   **  ******      ****




Os pedidos, ‘quem’ os atende? – II

Fico ‘pensando’ em como se dá estas questões do 
‘merecimento e pedidos' em outros ‘planos’ e reinos.

Como exemplo: 
Um leão deve ser 'bastante merecedor’ ou ter pedido muito, 
para ter a vida que tem.
Pois, com exceção dos homens e suas armas,
na natureza são poucos os animais que o ‘enfrentam’
ou o desafiam. 
Ele é o 'soberano', até mesmo caçando menos que suas fêmeas. 

Em contrapartida, um inseto que fecunda as flores, 
garantindo seus frutos e renovação;
é ao mesmo tempo alimento de várias outras espécies 
como passarinhos, aranhas, sapos e mais...

Então, por esta visão/lógica de ‘merecimentos e pedidos’, 
estes insetos não possuem nenhum merecimento, 
mesmo realizando a fecundação das flores, 
ou não são escutados pela Criação...

Oh, sim!... 

Ia me esquecendo: 
O ‘merecimento e pedido’ está vinculado ao Ser humano, 
que se comunica por diversas vias,
e tem o ‘raciocínio/inteligência superior’, 
além de ser a 'imagem e semelhança', 
não é?...

É bem provável mesmo!

Pois nenhuma outra espécie se distanciou tanto do seu ‘plano divino’, quanto nós, humanos...


Vou me valer do ‘pensamento’ do Mestre
Omraam Mikhaël Aïvanhov e das Edições Prosveta
de 01.10.2012:

"Se puserdes na terra um caroço
ou uma semente de limão, de maçã ou de melão,
vós não lhes dizeis:

«Ouve bem: o teu programa é tornares-te
 um limoeiro, uma macieira ou um meloeiro.»

O caroço ou a semente
já têm um programa inscrito neles,
basta plantá-los para que esse programa se realize
e eles se tornem o que a natureza espera deles.
Eles agarram-se à terra e, dia após dia,
vão-se desenvolvendo.

Quando uma fase está terminada,
eles passam à seguinte,
não se questionam sobre o que têm a fazer
daí a um ano ou cem anos.

Por que é que eu estou a falar-vos de árvores?
Porque o ser humano também é uma semente
que tem o seu programa inscrito nele
pela Inteligência Cósmica.
Ele ainda não é capaz de o conhecer
porque não para de elaborar por ele próprio
programas que só obscurecem a sua vista
e o fazem desviar-se do seu caminho.
Ele deve manter-se interiormente livre,
disponível,
para descobrir o esquema inscrito
profundamente na sua alma."

    
Retornarei em breve a este assunto.
Mas você já começou a ter uma ideia de 'quem' atende aos 
'seus pedidos'?
ArqueiroHur


*******     **    ********     **         ********   **  ******      ****

Os pedidos, ‘quem’ os atende? – III



Os pedidos, ‘quem’ os atende? – III
No Universo Evolutivo, toda a Criação
(em qualquer reino ou espécie)
sabe o que seu filhote/cria necessita para o seu ‘crescimento, evolução e caminho.
E assim,
fornecem tudo o que lhe for possível para que
ele venha a dar os seus passos e seja o responsável
pela continuidade da sua espécie.
Até que saibam andar, voar, nadar, caçar, enfim...
Até que possam se defender e se alimentar.
Todos são amparados e protegidos,
cuidados e alimentados.
A Criação não os abandona!
Lhes ensina e dá o exemplo, orientando e alertando 
sobre as ‘pedras do caminho’.
A Criação sabe exatamente o que fazer e dar!...

Nossos pais em cada encarnação, também assim procuraram proceder. 
Digo ‘procuraram’, pois não posso ignorar os ‘conceitos’ 
que atuaram e atuam sobre eles e nós, limitando, 
tolhendo e encaminhando esta ‘criação’ para a dependência,
não para a Evolução...
Mas eis aqui o nosso ponto de conflito e discórdia:
nossos pais!
Sim, afinal em que você acredita:
- Seus pais terrenos, que lhes alimentaram, protegeram,
cuidaram, sustentaram e etc., 
‘são ou representam’ a Criação diante do TODO aqui?...
- Você é fruto deles ou eles foram os instrumentos que
permitiram, com seus corpos, que você encarnasse/reencarnasse aqui?...
É!... Esta sua resposta é determinante
e define/definirá os seus passos nesta jornada.
Pois, se você ‘se considerar’, “se ver”, ‘se SENTIR’
como Fruto da Criação, como espírito/essência,
fazendo parte do Universo/processo Evolutivo:
- Irás deixar de pedir.  
- Irás confiar Nela, como um filhote de passarinho o faz,
ao se lançar do ninho nas alturas; 
sabendo que tens e terás sempre o que necessitar para o caminhar,
dentro de si mesmo.
Não tendo manhas ou temores. Desejos ou vontades.
- Irás ser Um com Ela e desta forma, completo.
Enfim, irás procurar se desvencilhar dos conceitos
e vícios de padrões e costumes, 
caminhando com a firmeza e serenidade de SER.
ArqueiroHur

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Entrega...


Foto: Usee

Quando permito que minha Luz Interior 
me aponte o caminho e observo seu apontamento,
quando entendo que o caminho é o da escolha;
escolho e me responsabilizo por cada passo que dou, 
posso dizer que sou/estou guiada pela LUZ, 
que, em consciência, me deixo amparar e conduzir por Ela...

O que resulta desta entrega, 
minhas atitudes e comportamento traduzem...

Usee