segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Equilíbrio e integridade



Sobre a terra, enquanto aqui estivermos, nenhum de nós está (estará) livre  de perturbações (externas), provenientes das ações e atitudes dos outros, de modo especial, daqueles com os quais convivemos de perto ou mantemos algum tipo de relação...

Devemos estar atentos ao desequilíbrio que estes produzem em nós; a fim de identificar sua origem. Do mesmo modo, devemos estar atentos aos desequilíbrios que produzimos nos outros (e que em geral não reconhecemos); a fim de pedir perdão, retratar-nos, etc.

Além disso, convém servir-nos desses eventos para limpar-nos interiormente, ali, onde produzimos o mal ou nos deixamos afetar por ele. 

É por aí que vem o equilíbrio, na prática, um pouco de cada vez...


Se soubermos observar nossos sinais interiores e preservar nossa integridade ante as perturbações externas, então tendemos a equilibrar-nos interiormente...

O resultado desta experiência, sentimos pela paz interior que podemos experimentar, diante de várias situações, em várias ocasiões... Pela força/vigor/energia que podemos propagar, quando resistimos às perturbações e aos desequilíbrios.


Usee


Nenhum comentário:

Postar um comentário