quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Tarefa e responsabilidade...



Quem, verdadeiramente, procura estar em si e cuidar-se, a fim de manter-se unido a seu Ser, em sua natureza e destino, assume uma tarefa e uma responsabilidade, que não é para consigo apenas...

Assim sendo, ao invés de se preocupar com as situações, seduções ou atrações do externo, temendo-as, procura identificá-las, reconhecê-las, para delas se distanciar.

Não se permite a distração ou a ilusão. Ciente de si, escolhe o silêncio, o recanto, o sossego e mantém-se assim, sem se importar com o que os outros julguem ou falem.

Afasta-se, comede-se, reserva-se, a fim de preservar-se, resguardar-se e manter a paz e a harmonia interior.

Em silêncio e sem alarde, busca-se, procura reconhecer-se e encontrar-se, continuamente, distante do adverso ou ilusório.

O verdadeiro cuidado interior se dá através do silêncio e da vigília, passa pelo reconhecimento das limitações, dos enganos, dos desafios e do compromisso para com o Ser, que é necessário firmar e manter.

Usee


Nenhum comentário:

Postar um comentário