terça-feira, 21 de maio de 2013

O despertar, o caminho, as escolhas...




É você que se permite: ficar à mercê e/ou refém de coisas e situações, de determinada (s) pessoa (s), determinado (s) credo (s), determinada (s) crença (s), conceitos, valores, etc., a ponto de se fechar neste circulo, anulando-se, negando-se, violentando-se, a si e a seu Ser, mesmo quando se diz “desperto” e “consciente”.

Quando acontece o despertar, e a consciência lhe aponta o caminho, você o reconhece e escolhe (ou não).

Quando há efetiva escolha, você se liberta e cura, desapega-se, atenta-se, transforma seu jeito de ser; no agir, no pensar, no sentir, pois trabalha-se (foca-se) e se entrega efetivamente; põe-se em consonância com seu Ser, busca a Verdade/Luz Divina e a Ela se atém; Nela se ampara.

A partir daí, tudo que vem de fora (vivências, acontecimentos e situações, etc.) vai servir de exemplo e aprendizado. Mesmo o (s) exemplo (s) do (s) outro (s) te servirá (ão) de parâmetro: do que observar e acolher e do que rejeitar – sem julgar ou ajuizar.

Você compreende que, mesmo se vier a “se entregar ao outro”; por “confiar ou idolatrar” (mestre/orientador espiritual/guru), mesmo se “fraquejar e cair”, mesmo se "se" comparar, invejar, sentir-se inferior, ter medo, inquietar..., uma hora ou outra, isto te fará ver por onde te conduziram tuas escolhas, apegos e “sentimentos” e te fará aprender, rever e responsabilizar-se sobre si e sobre seus passos.

O despertar, pela consciência que se passa a ter, vai te fazer reconhecer a sintonia e vibração na qual te cabe e é devido estar, te fará assumir a responsabilidade de observar-se, trabalhar-se, vigiar-se...





É aí que o rever, o perdão e o aprendizado vão se dando..., aos poucos. A consciência vai iluminando, apontando, e você vai se permitindo... Então, escolhe e acolhe o Ser; deixando-o atuar e te conduzir...

Assim é que acontece a libertação: da ignorância, do apego, das amarras, do medo, do controle...

Mas, nada acontece só porque se quer ou deseja, ou porque quem lhe mostrou "o caminho e o exemplo” espera. Do mesmo modo, nenhuma mudança acontece ou se verifica de uma hora para outra, pela “urgência” do querer/desejar e da (s) cobrança (s) sobre si.

O “despertar” acontece porque você escuta o chamado do seu Ser, se dispõe, esforça, trabalha...

Como a “semente” pronta para germinar, a palavra/orientação o e exemplo só ganham assento em “terreno” que esteja propício ao germinar e florescer, e no "tempo" certo para tal (terreno e tempo que a Vontade Divina e o Universo providenciam).

A abertura e disponibilidade, condição para o aprendizado e mudança, vem de você.  A escolha e a responsabilidade é/será sua. A entrega ao Ser e o trabalho, só você se permite e efetua...

Usee


Nenhum comentário:

Postar um comentário