segunda-feira, 10 de junho de 2013

As dádivas ignoradas - ArqueiroHur




Postagem original, em 17.11.2012


As dádivas ignoradas

A Luz não ‘se dá’ por esperar algo
e nem espera para ‘dar-se’.

Pela máxima do “é dando que se recebe”,
responda:
O que você ‘deu’ para a Criação, 
a fim de poder estar aqui, 
neste agora, com a dádiva da vida 
e com a graça da oportunidade de crescer, evoluir?...





Incutiram-lhe que ‘é dando que se recebe’,
fazendo-o crer que tudo se desenvolve
na forma da barganha,  do interesse, 
do “direito a receber”
por ter-se feito algo; criando a dívida e o ‘cobrador’; 
e com esta cobrança e dívida, surgiu também o 'medo'.
É o 'medo' está aí, na incapacidade da 'pagar' 
e assim ficar 'na mão do outro', 
fazendo de tudo para que 'ele', outro, fique 
na sua mão em contrapartida.
Porém, olhe bem para a sua vida e veja o quanto você

 (como humanidade e individualmente)
já  recebeu sem ter dado nada em troca?...






Sim! A Criação com seu AMOR nos deu (e dá) a vida!
A LUZ sua proteção. O Universo Evolutivo o amparo,
os ensinamentos...
E o que você ou a humanidade ‘deu por isto’?...
A Criação lhe ‘pediu algo’ pelo AMOR que dispõe ou,
forneceu o ‘livre-arbítrio’ a liberdade de escolha e ação?...

Não! O AMOR da Criação e dos que estão UNO no processo Evolutivo nada nos pede pelo que nos dão, pois o AMOR VERDADEIRO apenas é!
Nada espera ou visa, é livre de interesses .




Olhe o mar que, 
mesmo com toda a maldade humana e sua poluição, 
continua sendo Ele, belo e cheio de vida.

Escute um passarinho que, 
mesmo engaiolado pelo “prazer humano”, 
continua a cantar para o seu algoz.

Agora, perceba ‘a quem’ você está servindo por
‘esperar algo’ pelo que faz (ou fez)
e observe/SINTA a
dádiva da vida, do AMOR VERDADEIRO
que a Criação nos dá.

ArqueiroHur
http://arqueirohur.blogspot.com.br/2013/03/as-dadivas-ignoradas.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário