segunda-feira, 19 de agosto de 2013

"Luz da Reconexão" - Mãe Maria




No dia em que me deparei com a mensagem que se segue, eu havia tido uma experiência de sintonia com Maria, logo cedinho. Ao lê-la eu senti e soube (imediatamente) que suas palavras cabiam no que tenho vivenciado nos últimos tempos... Me senti amparada e contemplada em vários pontos e aspectos,  chamada, mais uma vez, a fazer o caminho de volta a "fonte original"... 
Quero dar a outras pessoas a oportunidade de fazer esta leitura, então disponibilizo-a através desta postagem. Os grifos ao longo do texto são meus – Usee



       
Queridos amigos, sou Maria, mãe de Jesus na Terra. Para mim é uma grande alegria estar entre vocês, estar no seu círculo de Luz. Desejo celebrar esta manhã com vocês e envolvê-los num manto de amor muito doce, leve e suave – sintam-no.

Seus corações estão precisando de Luz. Este é um lugar pesado para vocês estarem. Seu estado natural de ser é de alegria, descontração, criatividade. Muitas vezes vocês se sentem sufocados pelas energias pesadas da Terra, e desconectados do Lar. Hoje quero lhes trazer as energias do Lar, da fonte original. Então, inspirem-na e lembrem-se quem vocês são. Desejo que se banhem na Luz de suas almas e na conexão que existe entre as nossas almas.

Peço a cada um de vocês que imagine a Luz da reconexão e unidade fluindo através de todo seu corpo. Certifique-se de que esse fluxo passe por todas as partes dele, especialmente aquelas que precisam de cura. Permita que essa Luz percorra todo seu corpo, da cabeça aos pés. Agora veja um halo de Luz em volta de todos nós. Sinta como você pode relaxar e estar em segurança dentro desse halo, mesmo que algumas partes do seu corpo pareçam cansadas e pesadas. Está tudo bem assim – deixe tudo ser como é.

Você carrega uma Luz muito preciosa na sua alma. Quando está conectado com essa Luz, você se sente uno com todo o universo. Esta é a experiência divina que você tem procurado. Quando era uma alma jovem iniciando suas jornadas na Terra, você ainda não tinha consciência dessa Luz interior, por isso procurava-a do lado de fora de si mesmo, no mundo exterior. Você era como uma criança em busca de orientação. Mas sua verdadeira missão é encontrar essa orientação no seu próprio interior. E isto se torna o nascimento da sua Divindade.

Muitas almas passam várias encarnações, muitas eras, tentando encontrar a Luz fora de si mesmas. Isto faz parte do processo de crescimento. Mas agora cada um de vocês está se tornando uma alma madura; está consciente da necessidade de voltar-se para dentro de si mesmo, porque já tentou todas as outras opções. Já tentou encontrar a Luz adquirindo poder ou posses mundanas; já tentou encontrar a Luz criando um grande ego e ganhando o reconhecimento do mundo; e já tentou encontrar a Luz perdendo-se em relacionamentos românticos, tentando fundir-se com outra alma. Estes são realmente os estágios que toda alma atravessa em sua jornada evolutiva.

Mas, em algum ponto, a alma descobre que essas coisas não funcionam, e então passa por uma crise profunda. Conforme vai amadurecendo, ela experimenta emoções profundas de solidão, separação e medo, e aos poucos vai percebendo que nada externo a ela pode preencher o vazio. Este estágio de sua jornada pode ser chamado de “a noite escura da alma”. Ela não pode mais se perder em nada externo a si mesma e, ao mesmo tempo, ainda não sabe como se nutrir, como voltar-se para dentro de si. É nesse momento que a solidão pode atingi-la mais duramente. Quando você se encontra nesse ponto – e isto acontece em muitos relacionamentos – percebe que não é possível encontrar do lado de fora o que você está procurando realmente. Portanto não existe nenhuma outra estrada a seguir a não ser aquela que leva ao seu próprio coração.

Você é a única pessoa que pode reconhecer e, portanto, acender seu próprio fogo. E muitas vezes você se pergunta: “Como faço isso?” Esta é sua pergunta eterna: “Como posso me tornar iluminado? Como posso me iluminar?” E a resposta é: “Não é você que faz isso.” O “você” que tem buscado, que tem se sentido solitário, que se desespera, não é aquele que está tornando-se iluminado. Essencialmente, a iluminação ocorre quando você se desapega dessa sua parte “você” e a libera; quando se ajoelha completamente dentro de si mesmo e desiste. Seu ego se curva porque reconhece que não conhece uma saída – ele não tem as respostas. Portanto, não saber as respostas e estar na “noite escura da alma” geralmente são o prenúncio da iluminação. No momento em que desiste, você se abre para algo novo, algo que você não é capaz de controlar. Este “algo” – a energia da sua alma – está batendo à sua porta há muito tempo.

Na verdade, você tem tido medo do seu próprio Amor divino, da sua própria Luz divina, porque, do ponto de vista humano, você não consegue controlá-los, e então resiste à sua própria Luz e fonte de alegria. Isto é muito paradoxal, quando observado do nosso lado, porque a coisa mais preciosa que você busca já está presente no seu interior! E aí está a resposta às suas emoções de desespero e solidão.

Quando parar de tentar se modificar, quando parar de tentar fazer com que sua vida “funcione”, você estará se abrindo para uma força maior que deseja carregá-lo com leveza e alegria. No momento em que estiver nesse fluxo de leveza, você se conectará com outros que estão no mesmo fluxo, e seu coração será preenchido com alegria. O encontro com sua família espiritual na Terra será uma das mais profundas fontes de felicidade e satisfação para você. Mas antes que isto aconteça, você precisa deixar ir; precisa entregar-se ao fluxo do seu coração. Não tente manipular e controlar tanto a vida. Ela se torna muito mais fácil e leve quando vivida a partir do coração.

O passo mais difícil é reconhecer que você não conhece o caminho. O ego de todo ser humano carrega consigo o orgulho, e este geralmente fecha o indivíduo para o fluxo do amor. Por isto você tem que se desapegar do seu orgulho. É isto que você faz quando se conecta com a criança ferida e vulnerável que existe no seu interior. Isto é uma coisa profundamente espiritual! Reconhecendo a essência da sua vulnerabilidade, na verdade você está se aproximando mais de outras pessoas. Conscientizando-se da sua própria criança interior ferida, você também está enxergando-a nos olhos de outras pessoas. Ao acolher verdadeiramente a sua própria sombra, a sua própria vulnerabilidade, você constrói uma ponte entre você mesmo e as outras pessoas. Isto cria naturalmente compaixão e compreensão em seu coração.

Quando está no ego, você tende a julgar e criticar outras pessoas. Você precisa fazer isto para manter sua identidade. Mas quando olha para os outros com olhos que enxergam a criança interior de cada um deles, você reconhece que essas pessoas são seres humanos feridos, exatamente como você, e assim fica mais fácil chegar até elas. E também fica mais fácil receber apoio e amor de outros seres humanos. É isto que significa criar um círculo de Luz; reconhecer sua vulnerabilidade, liberar a necessidade de controlar e liberar o seu orgulho. Para o ego, isto parece um preço alto demais para se pagar, mas na verdade, é muito baixo comparado com a solidão e o desespero que você tem que sofrer quando está preso ao ego.

Neste momento, muitas pessoas estão desejando conectar-se a partir do coração. Minha mensagem é especialmente dirigida a essas pessoas, que estão prontas para dar o salto: para se desapegarem de seus julgamentos, de sua crítica – e especialmente de si mesmas.

Abra-se totalmente para a imensa fonte de Luz disponível para você. Você construiu uma prisão ao seu redor, e estou convidando-o a sair dela. Pode fazer isto agora; você está pronto! A única coisa que precisa fazer é pedir simplesmente… não precisa lutar nem se esforçar para sair da prisão. Pode simplesmente pedir ao Espírito ou a quem quer que você considere a fonte eterna deste universo. Ou pode fazê-lo através da oração: ‘Liberte-me; quero estar em Casa de novo; quero estar no Lar outra vez.’

O Lar é dentro de você, e quando você abrir as portas do seu coração, a Luz brilhará muito intensamente! Sua Luz trará alegria para os outros e você se conectará alegremente com outras pessoas, mas também estará em paz quando estiver só. Você não precisará de outra pessoa para se realizar, mas encontrar pessoas – especialmente almas afins – será uma experiência enriquecedora para você.

Gostaria de concluir, pedindo-lhe para imaginar que estamos plantando uma semente hoje. Veja-a como uma sementinha de Luz que você está segurando. Imagine que está colocando essa semente na Terra e deseje-lhe todo o bem, de coração. Você deve confiar este raio de Luz à Terra e, em seguida, liberá-lo. Libere todo o controle ou desejo de manipular ou de saber. Apenas observe o que acontece. Um dia a Terra lhe devolverá esta energia sob a forma de um pequeno milagre que entrará na sua vida. Você se perguntará; “Por que isto está acontecendo para mim?” E talvez até queira consultar um físico ou um médium sobre isso, mas eu lhe digo: ‘Não o analise com sua cabeça; simplesmente receba as dádivas oferecidas pelo universo.’

Então, vamos agora aproveitar, por uns instantes, este halo de Luz que ainda está à nossa volta e se expande neste momento. A Luz agora é quente e dourada. Por favor, saibam que vocês estão sempre conectados com sua família de alma. Nós, que estamos do outro lado, estamos sempre perto de vocês. Aceitem nosso amor.

Mensagem de Maria canalizada por Pamela Kribbe em julho de 2013, no Sul da França – Tradução de Vera Corrêa.
CÍRCULOS DE LUZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário