sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Reação ou Ação?




Eu reajo, tu reages, reagimos todos...

E...?

Reagimos, e pela reação falamos e/ou (nos) silenciamos, omitimos e/ou (nos) distanciamos, ignoramos e/ou segregamos, arrogamos, nos engradecemos e/ou diminuímos diante ou perante os outros, diante ou perante as situações...

Reagir é agir ao contrário, pela negação ou aceitação, pela subordinação ou rejeição... Em geral, levados pela emoção (revolta, rancor, medo, etc.), num momento de fraqueza, desequilíbrio, "inconsciência" ou "queda".

A reação imobiliza a consciência; nega-a! Cega e tira a “razão”. Desautoriza a atuação da Luz e rejeita seu amparo.

Reação é ímpeto, que tanto se manifesta num momento (diante de acontecimentos, situações e ações), como se “estende e mantém” em atitudes e comportamentos (mesmo que não assumamos).

Essa extensão é muito mais difícil de ser reconhecida e assumida, mas são traduzidas pela rejeição, pelo silêncio, pelo sentimento de inferioridade ou superioridade, pela incompreensão e falta de perdão, etc.

Reconhecer que continuamos a reagir, através de atitudes e comportamentos, é um exercício necessário, a fim de rever nossa resistência interior, perdoar, purificar-nos na mácula da arrogância e equilibrar a emoção que promove nossos ímpetos e inquietações.

Diante da reação, cabe à ação consciente, potencializada e dirigida pela amorosidade, pelo respeito, pela simplicidade, pelo equilibrio...


Usee

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário