sábado, 7 de setembro de 2013

Nível e estágio - nuances






Nível e estágio - nuances

Tentando entender:

"Nível: é o ponto de consciência que adquirimos e praticamos,
onde as situações são do nosso conhecimento/entendimento
e não nos causam “surpresas” ou entraves.
Temos atitudes de acordo com a necessidade
que o momento requer, sem romper  o equilíbrio
ou desconsiderando as Leis da Criação.

Estágio: é a fase em que nos encontramos
dentro de cada nível,
onde as situações servem-nos de “testes”,
revelando pelas nossas reações
o conhecimento/entendimento que adquirimos.    

Então, pode-se mudar de nível de consciência,
sem se ter reconhecido o estágio em que
se encontrava/se encontra?...

Pelos conceitos, regras e vibração emanadas pela e na sociedade,
acredita-se que sim,
que se possa mudar de nível/ascender
mantendo os mesmos padrões, práticas, crenças...

Mas e o seu interior, que carrega em si a centelha Divina 
e a sua Verdade,
o que ele lhe aponta?...

Ele, com certeza, não crê que haja evolução sem trabalho,
e sabe que para que possa ocorrer o devido trabalho,
têm-se de ter reconhecido o estágio em que se encontra,
pois é por  este reconhecimento que se dá aprendizado.

Vejamos:
Se uma criança na pré-alfabetização não reconhecer que
necessita da orientação da professora para ler e escrever,
negando/resistindo ao seu auxílio
(sem humildade para reconhecer seu estágio e situação:
analfabeta ou iletrada),
irá ter a mesma tramitação, facilidade e desenvoltura
na escrita e sua identificação como os “seus coleguinhas
de classe que aceitaram a ajuda”?...

Ok!... alguns podem ‘estar dizendo’ que há exceções.
Sim! Na educação formal do mundo,
pode sim ocorrer exceções,
por influência da família e de outros fatores,
como o próprio nível de consciência do SER.
Porém, no processo Evolutivo da Criação, NÃO!
Pois não ‘se queimam etapas’ Nele.

Nele não há variantes ou ponderações,
uma vez que Ele é regido pela Justiça, Igualdade
e Verdade Divina.
Sendo o nível de consciência determinado pela
prática e comunhão com o TODO efetuada.

Não pela “fala, desejo ou pretensão”,
muito menos pela “consideração de A, B ou C”...
 


Assim, devemos antes de procurar “passar de nível”
ou ascender, “ser algo maior”,
reconhecer o estágio em que nos encontramos
e trabalharmos nele,
para que a partir deste ponto/condição/limitação,
possamos “despertar”
(aprendendo a “ler e escrever”,
rompendo com os entraves, transpondo as limitações)
e acessar o nível de consciência do nosso Ser,
aceitando-o
(mesmo que ele contradiga e contrarie seus conceitos
e desejos)
e realizando, por permissão, as tarefas que a Ele cabem.

Deixando a “passagem de nível” ser algo coordenado
e determinado pelo Universo Evolutivo,
nosso orientador e guia mestre neste processo/caminho."

ArqueiroHur  
http://arqueirohur.blogspot.com.br/2013/09/nivel-e-estagio-nuances.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário