sábado, 20 de setembro de 2014

Verdade e comunhão

                                  Publicado originalmente em 30.11.2013

A “verdade” não está "com" uma pessoa porque assim o quer seu ego. A Verdade está em cada pessoa, vigorando em sua consciência, indicando o caminho e lhe fazendo ser o que é/quem é...Além disso, Verdade é Comunhão!

Deste entendimento deve vir a postura a se assumir diante de cada um dos outros, diante do Todo, e deve fazer brotar a atitude para com as outras pessoas, para com tudo que existe,  para consigo mesmo. Desta atitude vai decorrer a atenção, o respeito e a confiança que cada um deve cultivar e propagar; fazendo destas um instrumento convivência e comunhão.

A atenção, quando voltada para a importância de cada ser (e não por qualquer tipo de conveniência ou interesse), faz sentir e reconhecer que há uma finalidade/um propósito por trás de cada existência – daí advém o respeito pelo nível e estágio de cada um...

O respeito, por sua vez, leva a confiança, e ambos manifestam-se no sentimento de inerência entre o eu e o outro, seja pela disponibilidade em aceitar-se e ao outro na condição aprendiz; em nível e estágio de entendimento/consciência, seja na realização gradativa do propósito que lhe cabe – gradação que é sentida pelo que o coração, a serenidade e a paz interior revelam...

A saber: confiança é sentir, de inerência e pertencimento, que se forma interiormente através do que cada um percebe, vivencia, aprende, apreende, compreende – desta advém à força, a fé e a firmeza interior...

É por aí, principalmente, que se encaminha e caminha no sentido da harmonia interior e exterior, pela condição que esta dá; de ser e estar em comunhão...


Usee

Nenhum comentário:

Postar um comentário