quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Ilusão e Consciência...


Imagem: Aleh


O que são a conformação, o jogo de poder, os artifícios das relações, os apegos, nossas crenças, etc., senão o meio e fim das nossas atitudes e ações, e para onde dirigimos a grande maioria dos nossos interesses e quereres? 

Tudo isso é ilusão!

E quão doloroso é perder uma/a ilusão!

Decepcionar-se, indignar-se, desiludir-se...
Se aprendemos, pelo que aponta/indica o coração,
quão grandiosa se torna, a perda de uma ilusão!

Perder uma/a ilusão e “recobrar” a consciência!...
[antes, latente na subconsciência, pronta para eclodir]
Perder uma/a ilusão, e nesta “perda” ganhar-se, é o que realmente importa! Ganha-se a luz, a clareza, a ciência..., para reconhecer, aceitar e seguir o reto caminho: da Verdade, do AMOR...

Através da desilusão, e do aprendizado que ela proporciona, o que nos é permitido e devido se evidencia... É a Luz e a Verdade se fazendo ver/percebida, sentida, reconhecida, através da consciência! Esta que, uma vez despertada, promove as mudanças necessárias; para que possamos viver, ser, efetuar e atuar...

Isto acontece porque a consciência toca as nossas regiões mais esquecidas, busca a força adormecida, restaura e transforma, promove o aprendizado, o perdão, a revisão, o vigor, a entrega, a vigilância, a doação...


Usee


Nenhum comentário:

Postar um comentário