quarta-feira, 30 de julho de 2014

Liberdade do caminhar...



Google imagem


A "linha" que nossos olhos alcançam no horizonte é um sinal de nossa limitação...(mas não só no horizonte físico!).

Mas, já observaram que independente e à revelia da linha que nossos olhos percebem, um horizonte sempre se alarga e encomprida, na proporção/medida que avançamos? (Certamente que sim! Mas, que entendimento adveio daí??).

Assim acontece quando somos despertados para o Caminho; do Amor, da Luz, da Verdade, o horizonte se alarga e encomprida na medida em que damos passos, exigindo de nós aceitação e determinação no caminhar...

O contrário disso, também acontece, pela escolha em manter-nos na limitação do "olhar" (pelo modo de ver, viver, aceitar...).

Mas, a "linha" no horizonte é sinal da impossibilidade de alcança-lo? 
Não!! 
É sinal de que o caminho/caminhar é ininterrupto, de que os passos devem ser constantes, que não deve haver estagnação... É sinal, principalmente, da condição que nos é dada, para que possamos avançar (consciência, entendimento, aceitação...) e nos libertar (da amarras do conforto, da estagnação, etc.).

Diante do Horizonte ao qual me refiro, o “olhar” tanto pode nos manter limitados como pode nos libertar. O horizonte, por sua vez, tanto pode nos amedrontar/acovardar como nos pode animar, para a liberdade do caminhar.

E esta liberdade só se goza no/ao caminhar...


Usee


Nenhum comentário:

Postar um comentário