quarta-feira, 13 de agosto de 2014

O "amor"






Acostumou-se a dividir o amor
A colocá-lo em conflito
A dá-lhe nome e proveito
A permiti-lo ou negá-lo...

Acostumou-se a distinguir o amor
A apegar-se ao amor
A “matar por amor”
A odiar o/por amor...

E aprendeu-se que o amor é “coisa”
que se dá quando se recebe
e que, se recebe tem que dá...

Reivindicou/a-se que amor é sentimento,
contentamento, amizade, paixão...

E estão certos que o amor
é compaixão, fraternidade, atenção,
dispensadas em um momento, por um motivo e ocasião...

E estão muito certos..., tão certos...

Exceto de que o AMOR é AMOR,
Sem nome, sem cara, sem razão...

Usee
(Imagem do Google)

Nenhum comentário:

Postar um comentário