domingo, 20 de setembro de 2015

Meu Ser acumula o desejo de Ser...


Imagem://br.pinterest.com/pin/316940892503780413/



Meu Ser acumula o desejo de Ser...
Então, que se dissolva todo impedimento que ainda me impede de ser segundo o meu Ser.
Que eu me esforce por isso, segundo a Lei do Amor e do perdão.
Que nenhum dia seja vivido em vão.
E que a forma de vida seja àquela cuja percepção revele o Amor.


Usee


O Ser da LUZ, o exemplo


https://br.pinterest.com/pin/442267625880719010/


O Ser da Luz traz como consequência o exemplo, a Clareza que rompe a escuridão, a vibração em ondas que alcança àqueles que saem da zona de conforto em que se encontravam, de um modo ilusório de ser e viver, e se abrem para o encontro com Sua Luminosidade e Verdade.

Trata-se, neste alcance e encontro, de uma inter-relação transformadora da consciência, que vai se refletir no modo de ser e viver de cada um que a isto se dispõe, produzindo mais exemplos e transformações, feito onda...


Usee


sábado, 19 de setembro de 2015

A sensatez é fruto de uma consciência iluminada...

Postagem original em: 03.12.2012
Foto: Usee


A sensatez é fruto de uma consciência iluminada, que se transpõe para o externo, asseverando integridade...

Por isso, requer entendimento, reconhecimento, escolhas, entrega e firmeza interior...

Quando nossas atitudes e ações se nutrem desse “fruto”, quando são fincadas neste estado de consciência, nada, nem ninguém, nos faz perdê-la de vista.

Mesmo a adversidade, o barulho e os desequilíbrios a que estamos suscetíveis, não nos abalarão com tanta facilidade...


Usee

Gente é ato falho...enquanto quiser...


Imagem: https://br.pinterest.com/pin/230035493439319673/



"Gente" é ato falho, um espaço caótico, um tempo perdido, uma vontade desmedida, sentimento desembestado, orgulho atiçado, egoísmo incitado, barco sem remo, perdido em algum lugar... Mas, somente enquanto quiser...


Usee


Uma Vez que nos permitimos...

Imagem: https://br.pinterest.com/pin/402650022906079722/


“Uma vez que nos permitimos e experimentamos estar em consonância com a Consciência Divina que habita em nós, e nos mantem Unos ao Universo, tudo muda de perspectiva, tudo passa a se mover e vibrar de outra maneira (fluída, cintilante, bela).

E é em momentos de contemplação que sentimos a conexão plena e harmônica da natureza interior e exterior..., que vai permanecendo em nós a intuição e a sensibilidade de olhar as coisas ao nosso redor com mais lucidez, com mais amor.

Começamos a ver além, sentir para além, confiar, estar atento, forte e sereno diante das situações, nos inquietando e nos movendo sentindo a mudança de forma responsável, sabendo discernir os momentos de gritar, mas valorizando primordialmente, o momento de silenciar, interiorizar e encontrar no mais profundo do nosso Ser a Paz, e o amor próprio!

Estamos vivendo momentos de muita turbulência social, moral, emocional, e se não nos blindarmos dessa serenidade e confiança, a tendência é um retrocesso muito maior, de continuar reproduzindo  e fortalecendo valores e comportamentos que foram formados em favor de uma lógica voraz e avassaladora, de um sistema dominador, que vai se fortalecendo a cada dia, e cada vez mais,  na medida em que nos afastamos da nossa essência verdadeira e damos espaço para que as coisas externas nos preencham, de modo ilusório, efêmero, superficial.

Viver é bom! Por isso, sigo... Avante. E olho pro passado apenas para não me esquecer dos tombos e dos descaminhos que me levaram a intensos aprendizados...  Vou seguindo... Atenta, esperançosa, ávida e paciente, presente e grata...”.

Aleh.Leal


quinta-feira, 21 de maio de 2015

Contemplação...



É tanto AMOR




Que me encanta e vitaliza
o olhar...




Que me faz viva, partícipe e completa, 




em poder contemplar...



Usee
(crédito também das imagens).


A arte de polinizar

Imagem: Usee

* A arte de polinizar

“Eles voam livres 
na missão de beijar e provar do néctar da flor mais próxima
e seguir com seu ciclo.
Seres queridos da Mãe Natureza.
Eles trabalham com amor, semeando vida em flor
por onde voam. Destilando mel e fertilidade...
E voam longe, fazendo brotar quaresmeiras, ipês, margaridas...
Vida e mais Vida.
A reconexão da nossa essência com a generosa Mãe Natureza se dá através de aprendizados com pequenos seres vivos como esses.
Observando-os, respeitando-os...
Porque todo pedacinho de verde, de mato, de flor nos traz de volta à Vida.
Nos faz sentir a plenitude Divina de fazer parte desse Universo tão grandioso e belo.
Gratidão Minha Grande Mãe Natureza, todos os seres vivos de luz que já me ensinaram tanto e me ensinam todos os dias, sobre essa beleza, em seus movimentos e poesia, em seus trabalhos.
Graça e Luz!”

* Aleh.Leal

sábado, 18 de abril de 2015

Imperativos





“Conheça-te a ti mesmo”!
Para não negar-se diante da Criação, negando-A e a ti,
enquanto Ser e Verdade manifesta.
Reconheça-se na Criação!
Harmonize-se com/o Ela!
Permita-se, ser parte e ser Todo, ser Rio e ser Ponte...
“Cuide-te, de ti mesmo”!
Ocupa-te, do que em ti liberta!
Ocupa-te de viver segundo o Amor!
Não descuide do que em ti te liga à Vida, à Luz, à Verdade!


Usee

Atitudes que devemos assumir...

Postagem original em 17/07/2013
Imagem: Aleh


Através de nossas escolhas atraímos, produzimos e disseminamos aquilo que nos faz dar passos, caminhar, crescer e evoluir. Ou o contrário, podemos atrair, produzir e disseminar o que emperra, amarra, diminui e regride, inclusive aos outros, quando suscetíveis.

A abertura e condição para que uma coisa ou outra ocorra depende de nossas escolhas... Tomar o caminho inverso depende da falta de atenção e cuidado para com os passos que damos.

No caminhar, podemos ser fortes, livres, coerentes, verdadeiros, íntegros... Mas, apenas na medida em que podemos escolher e nos responsabilizar por nossas escolhas. Além disso, e principalmente, na medida em que estamos conscientes desta escolha e responsabilidade, sem que algo ou alguém de fora as incite em nós ou as exija. 

A exigência tem que vir de dentro e a incitação cabe ao nosso Ser, como necessidades vitais... A Ele cabe nos impelir. A nós cabe observar, atender, nos disponibilizar...

Escolha e responsabilidade são atitudes que devemos assumir e realizar a partir de nós mesmos, a partir do reconhecimento e entendimento do nosso papel e propósito neste mundo.


Usee


sexta-feira, 13 de março de 2015

Ser e existir (II)

                                       Postagem original em 08.03.2014
Imagem: Usee




Cada ser humano, na medida em que se entende no mundo, sabe o que é, sabe que existe, mas apenas superficialmente e na superficialidade; a partir de suas crenças e de determinados conceitos...

Apenas pela descoberta de si, na intimidade consigo e através da consciência é que tem a clareza de sua relação com o Todo, é que se dá conta de que "é" seu Ser; manifesto/revelado na e pela existência.

É a consciência que revela o Ser de (e a) cada um, é ela que nos reúne ao Todo e nos faz ser um-com-os-outros. Mas este é/tem sido um fato tão ignorado, tão desprezado e tão negado...

Enquanto desprezarmos esta realidade, tão necessária de ser entendida, deixaremos nos  envolver e dissolver nas condições em que nos encontramos...

Falta-nos o entendimento de que a existência só goza seu sentido mais profundo, quando reflete a integridade do Ser; a integridade de todo e qualquer ser, no seu modo de ser no mundo...

No humano, existência e integridade andam quase sempre separadas, por isso, há o abandono de si e o desprezo pelo outros, manifesto no egoísmo e no desamor.


Usee

terça-feira, 10 de março de 2015

Razões do Coração, razões da razão.




É preciso aprender,
 a sentir e observar,
as razões do Coração.
E por elas se permitir guiar;
sem temer, sem vacilar...

As razões da razão;
da mente mirabolante,
é preciso observar,
não se confundir, seduzir, iludir...
e deixa-las passar,
como tempestade de verão.


Usee

Quem se mede, se ignora...

                                          Postagem original em 08.02.2013
Foto: Aleh

Quem se mede;
a si e a sua “consciência”,
quer diante dos outros,
quer diante do Todo,
é porque ainda se ignora,
enquanto Ser 
e enquanto consciência...

Usee

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Sou...




Sou o chão que piso, a Terra que me alimenta,
a Água que mata a sede, o Ar  que o pulmão inspira,
o Sol que ilumina, a fotossíntese,
o Universo inteiro, a Vida.
Sou a miudeza, o detalhe, a Grandeza,
e sou, no meu silêncio, a sutileza.
Sou o que observo, o que percebo, o que sinto.
Sou o Tempo, e um templo no/do que contemplo.
Sou o lugar, a ocasião, o momento...
...sou, em meu Ser, a parte do TODO
que me sustenta.


Usee

sábado, 10 de janeiro de 2015

Paisagem interior


Google imagem



Na paisagem interior não existem disfarces, não se alimentam as fantasias, não vigoram o aparente, o fugaz e o ilusório.

É aí que somos de verdade e podemos nos enxergar, nos descobrir e viver; segundo essa paisagem e de acordo com ela.

É através desta paisagem que entramos em contato com o belo, com a essência, e os experimentamos nas coisas que nos cercam, nas pessoas com as quais convivemos, no que realizamos.

Para isso, é preciso que deixemos de dar atenção à paisagem exterior, tão sedutora, tão predominante..., lugar onde vigoram a fugacidade, a superficialidade, a aparência, a ilusão..., alimentando os “desejos”, as “necessidades”, as urgências, as atitudes mesquinhas, e nos afastando do mais fundamental.

É uma questão de descoberta, de reconhecimento, de aceitação, de renúncia...


Usee